domingo, 4 de maio de 2014

O engatinhar


Falar sobre o que gosta é algo bastante trivial, afinal o tema não é novidade, suas ideias já estão bem estruturadas em sua mente e diversas opiniões já estão consolidadas, contudo no momento em que deseja passar um pouco do que sabe para o papel ... Branco, a dificuldade emerge das profundezas de seu emaranhado de ideias perdidas e aquilo que você acha que sabe, perde-se ao colocar-se em palavras, buscar um significado para tudo o que se quer falar pode ser um pouco ruim no início, mas com o exercício contínuo e a prática, este problema é rapidamente superado.

E por que raios estou ponderando sobre isso? É meu primeiro post e tenho que destacar como é complexo escrever ao invés de se falar. Sempre gostei de economia, acho uma ciência fantástica: a maneira com que descreve o comportamento de sociedades, as tendências naturais de mercado, as relações entre indivíduos, tudo é muito interessante, mas duas coisas em relação a esta ciência intrigam-me, a primeira é em relação a presença dela no nosso dia-a-dia e a segunda a maneira como muitos a ignoram.
Fui simpático ao usar o termo "ignorar", o que costumo ver é a demonização da economia, como algo que está ligado a alguém avarento ou ao capitalista sanguinário que quer explorar seus pobres e indefesos trabalhadores. E neste blog, pretendo, aos poucos, desmistificar os conceitos mais básicos e importantes de economia e por qual motivo todos deveriam sabê-los. Além disso, irei falar sobre finanças pessoais, investimentos e mercados, pois não basta saber as regras do jogo, para se divertir, tem que se jogar.